-

-

como ouvi por aí "vou começar a poupar o eufemismo".

Amo sua mão. Amo seu "cheiro de pele". Amo a sua boca, tão macia. Amo o jeito com que você me abraçava às vezes. Eu amava quando você me acordava bonitinho (por mais que você me acordasse assim porque eu pedia antes de irmos dormir). Amo tanto o seu perfume. Eu amo a sua cama, amava mais ainda com a gente nela. Amo quando você me elogia. Amo que note meu jeito de ser. Amava nossos momentos a sós. Amava o jeito com que você cuidava de mim...
Em resumo, eu amei muita coisa em você. Resumindo mais ainda... eu te amei como nunca amei alguém. Mas você desperdiçou tudo, não deu o valor necessário e esse amor que eu senti por você não foi tão recíproco assim, e então resolvi me amar mais, já que você não foi capaz. Resolvi que seria feliz longe de você, pois você não me deu algo verdadeiro, só mentiras. Eu vivi de ilusões, aguentei a sua doença, a sua obsessão pelo passado, mas deu no meu limite.
Estou em jogo, a minha felicidade também.
Terrível o sentimento de pena, não acha? Mas é o que restou... e é o que eu sinto agora. Pena. Pena por você não conseguir ser metade da pessoa que eu sou, pena por só conseguir preencher a sua vida com mentiras, mentiras e mais mentiras. Você é uma mentira.
Cansei. Cansei de me iludir, de ter esperanças de que você mudaria, de que daríamos certo. Cansei de tentar acreditar em ti, e nas coisas que me diz. Infelizmente as coisas ruins que você me causou tiveram tal intensidade... elas serão cicatrizes pra uma vida toda. Essas coisas ruins apagaram as coisas boas, e infelizmente (ou não né...) me fez chegar a essa decisão. O fim. O nosso fim... se é que 'nosso' existiu entre a gente, afinal, nunca fomos nada, além de ilusionistas (Ilusionismo é a arte cénica de entreter e sugestionar uma audiência criando ilusões que confundem e surpreendem, geralmente por darem a impressão de que algo impossível aconteceu). Me iludi que eu estava bem contigo, me iludi que um dia chegaríamos a algum lugar.
Não deu.
Acabou.
Pra me ajudar a te superar? Bom, tenho muitas pessoas que me amam de verdade e que vão estar comigo ali... pra quando eu precisar. E você? Cadê? Ahhhh, sim... você perdeu todas, por sua culpa.


10 comentários:

  1. Muito boom o seu blog , tô aqui retrucando o comentário gostei do seu blog gatinha (: .
    Se quiser entrar em contato , nany.niedzielski@hotmail.com

    ResponderExcluir
  2. É interessante quando me deparo com uma história tão parecida com a minha... São geralmente tristes, repletas de superações e infelizmente, muito frequentes...
    Essa história de a contra-parte nao dar valor, não merecer, mentir, fingir ser quem nao é... Não é de hoje.
    E pra ser mais sincero ainda, poupando os eufemismos, não é fácil encontrar pessoas que valham alguma coisa...
    Uma coisa é fato, acho que existe uma relação muito próxima entre: Alguem que nos decepciona e o fato de deixarmo-nos decepcionar...
    Eu desisti de esperar qualquer coisa de quem quer que seja, mas não recomendo... Acabei me espremendo num limbo escuro e solitário... A vida real passa da janela, será que ela é mesmo tão real assim?
    Abraços

    limbosocial.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Me vi em seu texto. E eu posso dizer, agora com toda certeza: Estamos no mesmo barco.
    Fomos vítimas do mesmo mal. Do mesmo ilusionismo. Nossas cicatrizes talvez perpetuem.
    Mas uma outra certeza me surge: As máscaras sempre caem. As pessoas uma hora ou outra têm o que merecem. E, ah... Como é bom ver que a justiça prevaleceu. A VERDADE prevaleceu. (Mesmo que após tanta mentira.Tanta ilusão.)

    ResponderExcluir
  4. Me segue, SUA LINDA. ODHASUOEQWOE

    ResponderExcluir
  5. O dificil é amar só quem te ama muitas vezes quebramos a cara mesmo é normal mas isso faz parte do nosso crescimento...o que nós faz crescer são as derrotas as perdas.
    Obrigado por comentar no meu blog
    Abraço

    ResponderExcluir
  6. O assunto é controverso amar é facil o dificil é ser correspondido e eu sei disso muito bem (até parece que eu só escolho quem não vai me corresponder) quase processei o correio por isso '-'

    ResponderExcluir
  7. Nós temos a mania de nos apaixonarmos por um alguém "imaginário" ... Imputamos uma ilusão baseada na pessoa...
    Mas, ela não existe!

    Belo post!

    ;D

    ResponderExcluir
  8. Essas histórias de amor sempre tem finais tristes :( Parabéns pelo blog, cara!

    []'s
    blog.avoado.com

    ResponderExcluir