-

-

-

A cabeça fica latejando, a visão está rodando, o corpo cansado, o coração não entende nada...
As coisas estão confusas, talvez até sem sentido.
Como saberei lidar com o que está por vir? Como irei conseguir administrar minha mente, meu coração, a insegurança... a distância?
Clichê e ridícula a frase 'Por que as pessoas que amamos vão para longe?', PORÉM não deixa de ser verídica.
Sabe, se eu paro um segundo sequer para pensar, acaba desabando tudo, não consigo assimilar... é estranho, é impossível. - ou não tão impossível assim, afinal... já tá aí.
Então eu me pergunto: "Como vai ser? Mas afinal... VAI SER?" São involuntárias as perguntas intermináveis em minha cabeça, os pensamentos que me afligem, me inquietam.
Mas eu sei que o que eu sinto é grande, e que com esse sentimento eu possa conseguir encarar tudo, até a sua partida.
Vou tentar não deixar o medo e a insegurança me vencerem, eu tenho algo maior dentro de mim, dentro do coração...

Nenhum comentário:

Postar um comentário