-

-

7:35 PM


E lá estava ele, parado, olhando para o nada, totalmente perdido. Estava encostado na parede com as malas aos seus pés. Não havia me visto ainda, então gritei seu nome de longe, sua expressão indecifrável foi trocada por um largo sorriso da mais pura felicidade, seus braços se abriram... Corri em sua direção e então fui envolvida pelo seu abraço apertado, era como se nada e nem ninguém pudesse nos fazer mal, era como se só existisse nós dois. Não queria sair daquele abraço nunca mais, eu era a pessoa mais feliz do mundo ali, então pra quê?
Quando me dei conta de que tudo aquilo era mesmo real, pude finalmente olhar dentro de seus olhos e mergulhar em seus lábios. Podia jurar que ele sentia meu coração prestes a explodir, assim como o dele agora colado no meu peito. Não sei dizer se ficamos ali um minuto ou uma eternidade, nada mais importava... Eu o tinha em meus braços. Finalmente pude tocá-lo depois de tanto ansiar por esse momento. Não havia criatura mais linda no universo, ninguém que eu pudesse amar mais.
Nunca fui de acreditar em almas gêmeas, mas fosse o que fosse, eu tinha certeza de que era muito acima do meu próprio entendimento, e que, naquele dia, naquele aeroporto, eu tive certeza, seus olhos me diziam... Era para sempre.

2 comentários:

  1. Que lindo texto romântico!! Parabéns!

    http://mundodorrx2r4r.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. You have defined the word "beautiful".

    ResponderExcluir